Histórico
 24/10/2004 a 30/10/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 19/09/2004 a 25/09/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 15/08/2004 a 21/08/2004
 08/08/2004 a 14/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004
 11/07/2004 a 17/07/2004
 04/07/2004 a 10/07/2004
 27/06/2004 a 03/07/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 30/05/2004 a 05/06/2004
 23/05/2004 a 29/05/2004
 16/05/2004 a 22/05/2004
 09/05/2004 a 15/05/2004
 02/05/2004 a 08/05/2004
 25/04/2004 a 01/05/2004
 18/04/2004 a 24/04/2004
 11/04/2004 a 17/04/2004
 04/04/2004 a 10/04/2004
 28/03/2004 a 03/04/2004
 21/03/2004 a 27/03/2004
 14/03/2004 a 20/03/2004
 07/03/2004 a 13/03/2004


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Mundo Digital (Blog)
 Inclusão Digital (Site)
 Acessibilidade Brasil
 InternETC (Blog)
 Querido Leitor! (Blog)
 Dilbert (Cartum)


 
Dígito
 
 blogdigito@yahoo.com.br
ciberleitor(es) online


path=c:\trabalho

Os caminhos são muitos. Mas o destino é único. E o costume guia os nossos passos ou o volante.

E já não notamos os vizinhos, as crianças indo à escola, o andar assalariado e outras caras amarrotadas. Apenas seguimos preocupados em bater o ponto.

Sinal vermelho. O semáforo me faz parar e reparar. "Minha terra tem palmeiras..."



 Escrito por Dígito às 07h25 [ ] [ envie esta mensagem ]



spam na chapa

Chegar(trabalho). Ligar(micro). Abrir(caixa-postal). E são sempre os mesmos e-mails. Do chefe cobrando relatórios, dos usuários exigindo suporte e os spams.

Mas antes de colocar o spam na chapa, notei uns detalhes interessantes. Baseado na 'lei da oferta e da procura', percebi que o mundo está pior do que imaginava. Pois, são ofertas de emprego, diplomas universitários, mercadorias usadas, remédios para emagrecer, pílulas para impotentes, aparelhos para aumentar o pênis, sexo e afins.

Seria ingênuo e precipitado concluir que 'toda maioria' além de burra é desempregada, falida, float gorda, short impotente, encalhada contudo ninfomaníaca?!     



 Escrito por Dígito às 09h01 [ ] [ envie esta mensagem ]



acordar.com

O acordar prediz como será o nosso dia. Noites em claro, pensamentos nebulosos. Noites de amor, manhã sussurrante. Noites de sono, tardes de sonhos.

Nem sempre o nosso biorritmo está regulado. Então, acordamos com o berro do despertador. Ou com tráfego dos carros, passos apressados, portas do vizinho. E relutamos em abrir os olhos. Mais alguns segundos. E prosseguimos com o ritual do hábito. Quase sonâmbulos. Quase zumbis.

Mas, hoje amanheceu bucólico. Alvorada campestre, brisa interiorana e cânticos de passarinhos brincando. Passarinhos!

Onde ficariam os ninhos em nossa selva de concreto armado?  



 Escrito por Dígito às 08h30 [ ] [ envie esta mensagem ]



email@abcedario.com

Vc já pensou em um e-mail do tipo:

seunome@abcdefghijklmnopqrstuvwxyzabcdefghijklmnopqrstuvwxyzabcdefghijk.com

Então seus problemas acabaram, é só se cadastrar neste site. E o melhor de tudo, é free. Então, o que vc está esperando? Mostre para todo mundo que seu e-mail é letrado!



 Escrito por Dígito às 12h52 [ ] [ envie esta mensagem ]



bras.ilha

Brasília, processador político do país. O design moderno e a arquitetura arrojada contrastam com os tilts jurídicos, os bugs legislativos e os spams econômicos.  

Ilhados no Planalto, temos apenas um lago artificial. Mas o céu é ainda um sonho oceânico. E desencontramo-nos em ruas sem esquinas. Descansamos à sombra de árvores de meia idade. Uma flor do cerrado renasce na secura.

Aos poucos, a conurbação engole a cidade. Satélites invadem a capital. Sentimo-nos estrangeiros na própria terra. O chão torna-se escasso. E vamos perdendo a naturalidade. Brasília cresce à Lei de Moore sem protocolo nem autenticação.

Os pombos estão doentes. E os pardais não piam, espiam entre os postes.Contudo, boot sempre um novo dia mesmo quando nos dizem que foi executado uma operação ilegal.



 Escrito por Dígito às 08h04 [ ] [ envie esta mensagem ]



find(semana)

Acho que estou ficando velho. Desatualizado?! Desgastado um pouco, eu sei. (Mas ainda em pleno funcionamento!).

Quando jovem, animava-me com o finais de semana. E procurava sempre algo agitado e interessante para fazer. Find("alguém especial"). Find("lugar legal"). Find("diversão em hyper-threading").

Porém, nem tudo era plug&play. Era só adrenalina, noites mal-dormidas e histórias para contar. E com o tempo, o frisson passa. Rostos tornam-se parecidos; os lugares, démodé; e um sentir-se desalocado (deslocado).

Ora, talvez porque descobrimos que são apenas vazios e aparências enchendo a cabeça. Não há output verdadeiro. O epicurismo do mundo moderdo drogando, prostituindo e matando suas crianças.

E por esses momentos de horror e escândalo fechei meus olhos. Voltei para casa e adormeci com um conto de fadas... 



 Escrito por Dígito às 08h09 [ ] [ envie esta mensagem ]