Histórico
 24/10/2004 a 30/10/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 19/09/2004 a 25/09/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 15/08/2004 a 21/08/2004
 08/08/2004 a 14/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004
 11/07/2004 a 17/07/2004
 04/07/2004 a 10/07/2004
 27/06/2004 a 03/07/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 30/05/2004 a 05/06/2004
 23/05/2004 a 29/05/2004
 16/05/2004 a 22/05/2004
 09/05/2004 a 15/05/2004
 02/05/2004 a 08/05/2004
 25/04/2004 a 01/05/2004
 18/04/2004 a 24/04/2004
 11/04/2004 a 17/04/2004
 04/04/2004 a 10/04/2004
 28/03/2004 a 03/04/2004
 21/03/2004 a 27/03/2004
 14/03/2004 a 20/03/2004
 07/03/2004 a 13/03/2004


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Mundo Digital (Blog)
 Inclusão Digital (Site)
 Acessibilidade Brasil
 InternETC (Blog)
 Querido Leitor! (Blog)
 Dilbert (Cartum)


 
Dígito
 
 blogdigito@yahoo.com.br
ciberleitor(es) online


extorquir(estagiário);

Enfim, conseguimos extorquir mais um estagiário. Lanche para todo mundo do setor.

Às vezes, alguns não compreendem a importância do relacionamento * (muitos para muitos). Isto é, o trabalho em equipe e a necessidade de entrosamento. E ficam silenciosos numa timidez static. Quase como uma peça de decoração ou um telefone mudo. Com aquele olhar de "não fui eu". Outros, simplesmente, acham muita graça e fingem que não é com eles. É nesse momento, que sou requisitado para  uma conversa hard com o novato. E a estratégia é simples: "se não pagar o lanche, o contrato de suporte está cancelado." 

Bastam alguns helps sem retorno. E o estagiário cai na real.

"Posso pagar com tíquete?!"

"Mas é claro. E seja bem-vindo ao work group!"



 Escrito por Dígito às 11h16 [ ] [ envie esta mensagem ]



Find()-de-semana

Mal start o dia e já começo a programar o fim-de-semana. Não me crucifiquem por isso. Não é sexta-feira da paixão. Mas é sexta-feira. E estréia do filme polêmico de Mel Gibson.

Talvez assista o filme em full screen nos cinemas. Ou em Kazaa com uma "versão genérica". Não sei. Tudo vai depender do cash(). Humm, esqueci. Tem outro detalhe. Detesto filas encadeadas.

Wake(). Há uma lista de coisas a fazer e uma pilha de serviço. 



 Escrito por Dígito às 07h41 [ ] [ envie esta mensagem ]



Home, Home, Home...

Time();
# 16h30; 
Ansiedade().
[Backspace] [Home].   

Contagem regressiva. Não consigo mais me concentrar. Acompanho apenas cada incremento no relógio. Deixo os aplicativos ainda abertos (só para disfarçar). Tc, tc, tc. O teclado não pode ficar assim silencioso. 

Mais alguns segundos... E... 17h00... [Esc]   



 Escrito por Dígito às 16h37 [ ] [ envie esta mensagem ]



QNT

Dia quente. Cabeça em hotswap. E o ar condicionado com defeito.

"Um cooler, por favor!"



 Escrito por Dígito às 10h17 [ ] [ envie esta mensagem ]



hello.people("Good Morning");

Manhã cinzenta como o gabinete. Ainda bem que a vida não é monocromática. Um pouco monótona às vezes.

Hoje é sempre um dia++. Ontem ficou na memória. Amanhã é apenas schedule.

O que vale a pena ser executado cabe a cada um decidir.



 Escrito por Dígito às 07h17 [ ] [ envie esta mensagem ]



Black Full

 

Ainda tudo escuro e molhado. Seco e frio, aqui no setor de TI. Observo distraidamente um cego e sua bengala. Reflito sobre a importância do dispositivo visão em nós. Resolução 0. Definição 0. Sem brilho nem contraste. Deveras, há muita diferença entre um dia de céu clrscr() e outros, como hoje. Acredito ser terrível não saber o relacionamento entre colour() e sabor(). Abstrair o mundo por completo. Sentidos implementados. Ouvir o alvorecer e tocar os horizontes.

E ele segue const a cada passo++ tropeçando em seu long caminho...

"Eiiiiiiiii, cuidado o buraaaaaco..."



 Escrito por Dígito às 11h57 [ ] [ envie esta mensagem ]



BlackScreen

Hoje o dia está melancólico como uma tela do DOS (ou console Unix, como preferirem). Tudo escuro como uma noite sem sono. As nuvens caminham lentamente como um programa pesado. E os meus olhos estão minimizados.  

É ainda quarta-feira, meio da semana, e estou esgotado. Deve haver alguma coisa errada comigo. Vou pedir ajuda ao Assistente de Manutenção. Quem sabe esteja precisando de outro scandisk e desfragmentar o disco. Talvez por isso tenho andado confuso e com as idéias fora do lugar.

Mas, tudo em segredo. Ninguém pode saber. Senão podem me considerar obsoleto.



 Escrito por Dígito às 08h24 [ ] [ envie esta mensagem ]



Janelas fechadas

A luz do sol traspassa o vidro fumê e as cortinas verticais. Vejo um código de barras. Mas as janelas estão fechadas como um muro de intolerância. Aqui dentro a luz é fria e o ar, condicionado. Temperatura ambiente como a primeira brisa da alvorada. Mas não há nada de agradável. Respiramos todos o mesmo ar. Tudo cheira trabalho e ácaros.

Fecho algumas janelas: aplicativos, planilhas, relatórios... E deixo meu olhar se perder por alguns instantes no Papel de Parede... 640x480... 800x600...1024x728...

Ops, Alt+Tab



 Escrito por Dígito às 14h40 [ ] [ envie esta mensagem ]



"Tá procurando o quê?"

É sempre o mesmo dilema. Procurar aquilo não se sabe onde para fazer alguma coisa. A estruturação dos arquivos no diretório reflete nossa organização diária. Com algumas diferenças. No sistema, existe a ferramenta find. Em casa, nem mesmo uma lupa ajuda. E não adianta chamar a "Maria", sua secretária do lar, porque ela é tão inocente quanto o mordomo e o porteiro. Apesar que há sempre a desconfiança e é a primeira na lista de suspeitos. Ou apenas, para levar a culpa.

Agora, imagina procurar algo na bagunça dos outros. Para garimpar na infomaré, como diria Camões, é necessário "engenho e arte". Senão, acaba-se morrendo na próxima página [>>].

Mas não estamos perdidos e desamparados. Ilhados sem a informação que desejamos. No Google (http://www.google.com.br), há alguns parâmetros que podem auxiliar sua busca. Caso procure determinada frase ou conjunto de palavras-chaves, coloque-as entre aspas, "frase" (exemplo: "omnia vincit amor"). Se procura determinado tipo de arquivo, filetype: tipo_arquivo (exemplo: filetype:pdf). Se a busca é por algum título especifico, intitle: titulo (exemplo: intitle: paz). Se por um titulo ou outro, intitle: título1 | título2 (exemplo: intitle: guerra | paz). Há também a possibilidade de se compor a pesquisa com os dois parâmetros.

Depois dessa dica, não há mais desculpa. E coitada da "Maria". 



 Escrito por Dígito às 09h10 [ ] [ envie esta mensagem ]



print("Bom Dia!");

/*
 * Gostaria de agradecer a todos visitantes
 * pelos coments e pelo count++.  
 * Todas as palavras de motivação e apreciações
 * estão registradas com muito carinho. ;o)
 */



 Escrito por Dígito às 08h07 [ ] [ envie esta mensagem ]



Configuração Básica

Sou um digíto qualquer. Um subproduto do Sistema. Rodando e movido pelas mesmas functions, regras e times essenciais de qualquer cidadão. 

Meu processador é igual aos outros. Os benchmarks sempre constataram que meu desempenho está dentro da normalidade. Minha memória também não é das melhores. Contudo, sempre funciona quando preciso. Claro, nem sempre foi assim. Na época do colégio, às vezes, precisei de um recurso extra. A famigerada "cola". Quem nunca "colou" que me denuncie para o diretor? Hã, hã, alguém? Alguém? Ah, os CDF's estão de fora.

Já fui mais hard e esquentava por qualquer coisa. Agora, sou mais soft levando a vida numa light. Nada como um screensaver para distrair. E muita Paciência.

Estou passando da fase de desejar os periféricos top de linha. Para mim, uma configuração básica é suficiente. Algo para andar, lugar para morar e alguém para amar.

Pouco?! Talvez. Quem sabe o resto não seja apenas vaidade?



 Escrito por Dígito às 16h17 [ ] [ envie esta mensagem ]



Poder da Matriz

Desde que o blog foi mencionado no Querido Leitor, o counter() disparou. Isso que é poder. Uma mídia querida.



 Escrito por Dígito às 13h48 [ ] [ envie esta mensagem ]



Benção da Matriz

Após a Inspiração e o Sopro de Vida do blog Querido Leitor(http://queridoleitor.blogspot.com), Dígito recebe a benção da Matriz. Claro, engatinhando a cada dígito. Descobrindo o Paraíso a cada post. E a Árvore da Ciência do Bem e do Mal está escondida entre os https. Mas prefiro ficar do lado do Bem. Já basta tanto mal lá fora...



 Escrito por Dígito às 13h27 [ ] [ envie esta mensagem ]